Páginas

sábado, 1 de novembro de 2008

Flores contra a contaminação. Flowers against pollution


Sorry. For My World click on above.





Please, try to translate my post. It is about vineyards where roses are employed as biological monitor against pollution.

A roseira e os bioindicadores naturais.

Bioindicadores é uma terminologia empregada para indicar plantas - como organismos ou comunidades, cujas funções vitais se correlacionam tão estreitamente com determinados fatores ambientais, que podem ser empregados como indicadores na avaliação de uma determinada área, visto que esses organismos, como indicadores de alterações ambientais, reagem mais rapidamente do que o homem frente às toxinas ambientais. A compreensão das interações e estruturas dos ecossistemas é a base da prática do uso de bioindicadores e biomonitores.

O conceito bioindicadores é usado para definir reações - dependentes de uma variável temporal a um fator ambiental antrópico, manifestadas através de respostas mensuráveis provenientes de um objeto ou sistema biológico. A bioindicação trata do reconhecimento do efeito de um fator ambiental.

Considerando que um organismo pode apresentar em si mesmo uma cadeia de reações a um fator antrópico, chamamos de bioindicação primária a primeira reação de um organismo a um fator antrópico, as demais reações são denominadas como bioindicação secundária.

Um dos atributos do organismo vivo é a sua habilidade de responder a estímulos e poluentes ambientais podem se caracterizar como estímulos e provocar respostas nos organismos vivos. Esta peculiaridade pode ser empregada como critério ou indicação na determinação da presença de poluentes no meio ambiente.

No monitoramento da poluição do ar, o biomonitor exerce o papel mais importante entre os indicadores biológicos. Os caminhos através dos quais o organismo responde à sua exposição a poluentes pode ser observada ou medida em termos bioquímicos ou fisiológicos. Considera-se que o surgimento de danos visíveis em uma planta deva ser precedido de alterações metabólicas, a detecção prévia das alterações metabólicas seria então vantajosa. Um número considerável de espécies vegetais é usado em monitoramento biológico, um dos motivos para isso é que elas atendem a vários requisitos de um indicador biológico. Suas vantagens são a facilidade na manipulação e tratamento; a facilidade de padronização; as condições que provocam respostas são bem conhecidas; não são caros; as respostas são facilmente avaliadas; os efeitos da poluição são óbvios e quantificáveis; as respostas podem ser avaliadas estatisticamente.

O uso de bioindicadores para estudos de qualidade de água se amplia e traz bons resultados. A poluição, os esgotos, desmatamentos, lixo doméstico e de indústrias são algumas causas da contaminação de rios e bacias fluviais e desperta a necessidade de monitorar a qualidade da água, proteger, conservar e recuperar os recursos hídricos e os solos.

Nas vinícolas, por exemplo, roseiras são utilizadas como bioindicadores para preservação e monitoramento das parreiras de uvas (vide foto de uma vinícola em Bento Gonçalves – Rio Grande do Sul). As roseiras, por suas características, sofrem com as alterações ambientais antes mesmo que as videiras sintam os efeitos negativos da possível contaminação pelo ar, pelo solo, por agentes químicos ou biológicos. Assim, providencias contra contaminações do ar ou do solo podem ser tomadas no devido tempo. Com esse processo de bioindicadores, ganha a produção de uvas e a estética dos parreirais, que ostentam lindos roseirais floridos.

Luiz Ramos©

Resumo de trabalho de pesquisa durante Curso de Gerenciamento Ambiental – PUC Rio-2003.
Photo: ramosforest(c)

31 comentários:

sonia a. mascaro disse...

Muito interessante este post, Luiz! Eu não tinha idéia de que as rosas pudessem ser um bioindicador ambiental e que pudessem ser parceiras na produção de uvas. Eu só conhecia o papel dos líquens como indicadores da poluição do ar. Um excelente post para o Ecological Day! Agradeço a sua participação com textos sempre tão significativos!
Abraços.

PS: Já envio para você por e-mail a orientação que o Carraol me deu. Mas não sei o que aconteceu que o Mister Linky está exageradamente grande e segundo amigos, todo o meu post está imenso... não sei o que fazer para arrumar isso... O Blogger está testando a minha paciência...

Marcos Santos disse...

Interessante Luiz.

Nos velhos tempos colocavam aves engaioladas em zonas de perigo de vazamento de gases tóxicos. Obviamente que hoje existem métodos tecnológicos para controle de gases, principalmente nas refinarias, mas acredito que em "fundos de quintais" as pobres aves continuem sendo utilizadas como alarme.

Paz disse...

Happy Ecological Day!

Paz

Eduardo P.L disse...

Luiz, total novidade para mim! Ótimo post!

Maria Augusta disse...

Então as rosas além de encher nossos olhos com sua beleza também atuam como indicadores biológicos? Fico contente em sabê-lo.
Excelente postagem!
Abraços.

Denise BC disse...

Muito interessante esse técnica, gostei de conhecer, parabéns pelo post.
Abraços

chicoelho disse...

Vivendo e aprendendo,obrigado pela aula.


Abç

Lizete Vicari disse...

Parabéns pela sua escolha!
Quando criança achava interessante
que minha avó plantava , alecrim e mangericão entre as roseiras.
Ela falava que antes dos insetos atacarem as rosas atacariam o mangericão e antes de atacarem o manjericão fugiriam pelo aroma do alecrim.
Como era sábia aquela velhinha!
Um beijo. lili

Inkivääri disse...

So beautiful roses:)

Inkivääri disse...

I used google translator and tried to understand meaning of bioindicators. It sounds really fine system. In Finland we have seen that in forest a thing which in spanish might be 'liquen m' is a nature indication of pollution. In clean nature there is much 'liquen m'.

Arija disse...

In Australia they are planted at the ends of rows of vines to indicate the mineral balance of the soil. We usually see floribunda roses in this capacity.

Luiz Caio disse...

Olá Ramos! Bom dia!
Poxa, meu amigo! Gostei muito deste texto... Aprendi um pouco mais sobre o meio ambiente. Ah! Já ia perguntar-lhe sobre o bem estar das rosas... Não seria muito aceitável, se as belas rosas tivessem que ser sacrificadas em prol das uvas!... Mas ao final do texto tudo se exclareceu a contento!

UM BELO POST REALMENTE!
TENHA UMA ÓTIMA SEMANA!

Denise disse...

Great photos and when I get back tonight I will translate your post. Sounds very interesting. Have a great day.

Small City Scenes disse...

Wow! Very interesting, Luiz. I didn't know about this. MB

fishing guy disse...

Luiz: What beautiful roses you have on your today's Flowers post.

Sylvia K disse...

I did use the translator -- have one on my site as well and I was so glad to be able to read the details, fascinating. Thank you so much for a great and informative post!

Maria disse...

So this is an interesting thing! Great story!

Your EG Tour Guide disse...

Te roses are beautiful.

imac disse...

Hi popped in to see your world, but think im too early.

Denise BC disse...

Eih! Luiz
Foi bacana ter dedicado esses post ao Flowers também. Agradeço o compartilhamento e a participação.
Denise & Santilli - Team TF

abueloscrisytoño disse...

Es muy cierto todo lo que dices y nuy interesante.
Un saludo A.Cris

Kelly disse...

What lovely photos! Very interesting post!

Louise disse...

Very nice. It is difficult to read a translation, as I am quite sure you know, but the idea is a nice one.

Lawstude disse...

Lovely two meme in one post. no need to translate the words to appreciate the photo's beauty. great job.

antigoni disse...

Excellent post!

Wren disse...

It's not a perfect translation, but I think I got the idea. I had no idea roses could be used this way. Very interesting post, as always.

PS - Not a big deal, but on the MyWorld page, you have two links to the same post, so I will be removing one of them.

Lilli & Nevada disse...

what beautiful roses

luzdeluma disse...

Luiz, fiquei preocupada. Eu adoro rosas e aqui onde moro eu nao consigo plantá-las. Será o solo ou o ar que é tão contaminado? Beijus

Madalena Barranco disse...

Ah, Luiz que combinação maravilhosa de uvas e rosas... É a natureza em ação pela inteligência do ser humano.

Beijos

mirage2g disse...

It is a beautiful thing they were able to use roses for ecological purposes other than beautifying the area. Great photo!

SandyCarlson disse...

This is ingenious. Thanks!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin