Páginas

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

A imagem de um sábado


Guaratiba e a Restinga

A imagem de um sábado


Aquele fim de semana prometia ser calmo e relaxante. Dias de sol, fotografia, natureza e amigos. Após alguns dias chuvosos, o sol prometia calor e muita luz. A fotografia era apropriada em dias que surgiam como aquele sábado. As trilhas programadas através de costões rochosos batidos pelo mar eram parte de uma floresta de transição ainda exuberante. O grupo de aficionados por fotografia era formado por jovens e adultos de idades variadas e muito animados.


O programa incluía um ponto de encontro com o guia e orientador de fotografia na Barra da Tijuca. A chegada no inicio da trilha, em Guaratiba, foi tranqüila e até conseguimos estacionamento para os veículos. Tivemos sorte, pois, no verão, às oito horas da manhã, já é grande a afluência de visitantes para as praias, montanhas e restaurantes especializados em peixadas, na região.


O nosso guia para a trilha e seu assistente demonstravam ser experientes e dispunham de material básico para a caminhada, como rádios de comunicação e primeiros socorros. As praias da região de Guaratiba são muito bonitas e dispõem de paisagens ricas em recursos naturais, com suas restingas, manguezais, pássaros, peixes e águas azuis.


Cada participante portava sua máquina fotográfica e uma mochila com alguns apetrechos e alimentação, como biscoitos, chocolates, sanduíches e água. E, uma grande dose de curiosidade pela caminhada e pelas fotografias a serem feitas. Pela visão da Restinga, do mar azul e da Barra de Guaratiba, o dia prometia bons momentos. A trilha começa em uma estreita rua a partir da praia da localidade e segue por uma ladeira íngreme – muito íngreme, cerca de 60 graus de ângulo, em uma extensão de aproximadamente 150 metros. Em toda a sua extensão, a ladeira apresenta construções com casas destinadas a moradores locais e turistas. Não são casas de alto luxo, mas algumas apresentam muito bom aspecto.


Ao final da ladeira, descortina-se uma visão espetacular da restinga, das praias e de um imenso mar azul, por um lado, e, por outro, uma tímida vegetação de encosta como transição entre os costões rochosos de idades geológicas e a floresta que já deve ter sido mais exuberante. Mas, a trilha que surge, é um convite a desbravar e desfrutar da caminhada e de sua natureza em processo de restauração, conforme explicado em uma placa bastante mal cuidada.

(continua)


Luiz Ramos


Fotos: ramosforest©

7 comentários:

abueloscrisytoño disse...

Tenemos mucha curiosidad, sigue contando.

luzdeluma disse...

Um lugar maravilhoso! Deve ter feito muitas fotografias maravilhosas também!! Beijus

abueloscrisytoño disse...

Tienes un regalo en mi blog. Un saludo A.cris

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Boa noite Luiz
Eu tinha certeza que já havia postado comentário nesse texto.
Um excelente narrativa. Se bem que um espaço como esse e o objetivo de estar ali merece esse registro.
Um abraço

Ana Lúcia Porto disse...

Luís Ramos,

Espero que amanhã, sábado, continue com sol e possa ser tão gostoso quanto esta foto... Linda, por sinal.

Que delícia de trilha...!!

Um abraço e bom feriado,

garotadeopiniao disse...

Fico aqui imaginando... quando eu morrer não terei mais essas manhãs de sábado ensolarados... melhor aproveitar enquanto dá =)

Sena do Aragão disse...

É muito gratificante poder desfrutar momentos como estes.
Um belo lugar, numa bela manhã de sábado!

Um forte abraço!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin