Páginas

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Meu mundo natural



Meu mundo natural



Meu jardim é meu mundo,

Convívio com meus amigos,

Plantas, pássaros, flores.

Gente, cores e odores.


Meu mundo é meu jardim,

Existe até convívio violentado.

Frases ditas, posturas injustas.

Flores ao sol expostas, murchas.


Mundo florido e amigável, cultivado.

Frases injustas e flores murchas,

Por lei natural e conseqüência,

Adubarão plantas e amizades outras.


Luiz Ramos © 2008


Foto: ramosforest©

4 comentários:

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Luiz,

Que gostoso, um poema suave... E esse adubo aí tem que ser muito bom e posto no tempo certo...

Um abraço e bom final de semana,

Lala disse...

Oi luiz! Há muito que não passava por aqui. Venho hoje e deparo-me com este belíssimo poema!

Parabéns!

Tere Tavares disse...

A natureza é sábia, não?
A amizade também.
Um abraço

Lau Milesi disse...

Boa noite Luiz, que prazer chegar aqui e sentir esse seu lado poeta tão intenso. Parabéns!!!
Adorei seu poema.
O natural do seu mundo é o seu reflexo,Luiz. E ainda acrescentaria mais uma qualidade a esse mundo: verdadeiro.

Um grande abraço

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin