Páginas

domingo, 12 de julho de 2009

Perfil retificado


Perfil retificado

Profile rectified (use Google translator)


Ele nunca gostou muito de trabalho burocrático. Na verdade, ele nunca gostou muito de trabalho pesado. Uma pessoa inteligente, boa aparência, bons conhecimentos, um verdadeiro galã. Assim, ele mesmo sempre se descreveu.


Na escola, um séquito de garotas bonitas o seguia por toda parte. Em casa, suas irmãs e sua mãe só faltavam levá-lo nos braços, enquanto tentavam descobrir suas vontades, para fazerem o impossível para realizar seus desejos.


Assim ele cresceu, estudou e formou-se em uma profissão liberal. Falando bem, com boa aparência, boa educação e contatos sociais, ele destacou-se em sua profissão, na sociedade e entre as mulheres.


Ele sempre acompanhou as novidades e tem estado bem informado em sua profissão, na sociedade e na política. Só não consegue assimilar e acompanhar como gostaria as novidades da Informática e da Internet em particular. No computador, ele até conseguiu trocar a máquina de escrever pela digitação e utiliza o básico da informatização com bastante desenvoltura.


As novidades da chamada Web 2.0, ele acompanha, mas não consegue aplicar na prática com muita facilidade. Por isso, ele resolveu enfrentar o desafio e participar de Blogs, Twitter, Facebook, os tão conhecidos espaços de relacionamentos. Apesar de bem casado com uma bonita mulher, ele não dispensa uma oportunidade de perpetuar a sensação de se sentir disputado por muitas mulheres.


Com base em sua estratégia de vida, ele inscreveu-se naquele espaço de relacionamentos na Internet, pois esperava fazer o mesmo sucesso de sempre em um grupo virtual formado por pessoas desconhecidas. Principalmente por pessoas do sexo feminino, que ele planejava seduzir ao acrescentar a seu perfil aquela sua fotografia sedutora e os seus dados de “homem solteiro a procura de novos relacionamentos”.


A dez minutos da publicação de seu perfil na Internet, ele recebeu a adesão, como contatos, de duas morenas lindas e uma loura bastante interessante. E publicou fotos suas na praia de Ipanema e em uma estação de inverno na Suíça. Logo após, um homem que lhe pareceu conhecido, aderiu ao seu perfil, juntamente com outras duas lindas mulheres, inclusive uma italiana. Ele aceitou todos, pois as expectativas eram boas. Duas horas após a publicação de seu perfil, o Claude, um seu conhecido brasileiro morador em Nova York, também aderiu ao seu perfil. Ele o aceitou e providenciou a mudança de seus dados no perfil: “homem sem compromissos”.


Doze horas após a publicação de seu primeiro perfil naquele espaço de relacionamentos, ele já tinha quatorze contatos, dos quais só três eram homens. Não estava indo mal, pensou. No dia seguinte, ao abrir seu espaço na Internet, surpreendeu-se com o pedido de adesão ao seu perfil da Jackie e de seu marido, seus conhecidos há longos anos. Aceitou a adesão e providenciou a mudança em seu perfil: ”casado”.


E providenciou a inclusão em seu espaço de vinte e seis fotografias feitas por ele e sua mulher durante a viagem do casal à Europa no inverno europeu de 2007. Desse modo, ele aprendeu que o espaço virtual é muito mais real do que se imagina.


Luiz Ramos©

Fotografia: ramosforest©

5 comentários:

Rosemari disse...

Luiz

Que bacana Luiz. Adorei sua crônica.
Sim , a virtualidade faz parte do mundo real. È preciso ser você mesma para que os objetivos naõ seja " desvirtuados".

beijos e parabéns.

Djabal disse...

A informalidade e a invisibilidade da rede é algo que facilita e muito o despertar de sentimentos muito diversos daquele que o cotidiano mostra. Às vezes, uma surpresa acontece, e um nome falso reaparece, uma condição equivocada também. Abraços e parabéns.

Paulo-Roberto Andel disse...

é, rapá, por enquanto são apenas intervenções urbanas no tuíter; em breve, sofisticarei. é que a únicva coisa linkável que enviei por lá foi justamente a atualização do meu blógui. vc, como usuário mais experiente, teria alguma dica pra me dar? braxxx de siempre.

Paulo-Roberto Andel disse...

ps: em breve síntese... nada mais lamentável do que pessoas que usam a net com objetivos torpes: os populares "fakes" (bad cakes); os que transportam suas infelicidades pessoais para amolar os outros eletronicamente; os que trazem seus desvios de conduta na vida física para o mundo virtual. mais uma vez, o problema está no ser humano. é tão simples ser legal, ter momentos de felicidades, amigos de verdade; pena que alguns insistam pelo mau caminho - contando nisso com todo meu desprezo e asco.

braxxx de siempre.

você nos deve uma visita, hein?

neo-orkuteiro disse...

Venho hoje visitar Fruição e Escrita. Não o estava seguindo. Nisso já se dá jeito.
"Perfil retificado" parece ficção de inspiração autobiográfica.
O personagem anônimo é simpático, bem sucedido e parece que só quer se divertir um pouco online. Vê-se entretanto na contingência de corrigir os dados pessoais após a adesão de amigos mais íntimos. Interessante!
Um abraço, Ramosforest.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin