Páginas

terça-feira, 15 de abril de 2008

Tradição e história a pedalar

Antique Grocery on Royal Gold Road
Antigo mercado e Parada de Viajantes pela Estrada do Ouro, em Inconfidência



Tradition and History by bike


Some friends planned to go by bike anywhere. I searched at Web on this subject and I found the Biking School ( Escola de Bicicletas) referring to Cycletourism.

In Brazil at Rio de Janeiro City I point out the Royal Gold Road from Rio de Janeiro City to Ouro Preto City in Minas Gerais where a lot of gold were found by portuguese government. These are historical brazilian memories from Portuguese Colony in XVIII Century throughout the way.
__________________________________________________________________

Tradição e história a pedalar

Um grupo de amigos estava tentando se articular para andar de bicicleta. Eu, inclusive, que sugeri o tema e incentivei o grupo e a mim mesmo. Para tanto, busquei um site para consertar e aprender a lubrificar minha bicicleta e encontrei uma “Escola de Bicicleta”, que informa tudo sobre bicicletas e dá conselhos e dicas imperdíveis. Em um dos tópicos, o citado site refere-se a Cicloturismo.

Vejam só:É a melhor e mais tranqüila face de todas as opções oferecidas pela bicicleta. Pode ser um curto pedalar pela estrada calma que liga o campo à cidade, ou uma longa e difícil viagem detalhadamente planejada, sempre representa um prazer especial. O ciclista encontra-se com cores, formas, cheiros, sons, natureza, detalhes e mais detalhes da paisagem. A bicicleta permite que o ambiente seja vivenciado. Já, na velocidade de qualquer veículo motorizado tudo vai passando, ficando para trás. Não é necessário ser um ciclista experiente para fazer cicloturismo. Qualquer um pode fazê-lo. Basta ir com calma, respeitar os próprios limites, beber água e alimentar-se na hora certa e assim vencer pouco a pouco a distância. No cicloturismo há sempre uma sensação de aventura, retorno à infância, mistura de liberdade e molecagem sadia. É um escapar da mesmice. Bicicletas são simples e revelam que a vida pode ser muito simples. Permitem uma viagem relativamente rápida e ainda assim relaxada; e a um preço muito, muito baixo”. (extraído de: http://www.escoladebicicleta.com.br).

Para os cicloturistas, no Brasil, eu indico a Estrada Real que começa na cidade do Rio de Janeiro, passa por Petrópolis, Itaipava, Pedro do Rio e Paraíba do Sul, no Distrito de Inconfidência. Após Inconfidência, a Estrada segue para a sede do município de Paraíba do Sul e ingressa no estado de Minas Gerais, em direção a Ouro Preto, Mariana, Belo Horizonte, chegando até Diamantina. O caminho alternativo da Estrada Real começa em Paraty, em direção a Guaratinguetá, no estado de São Paulo, ingressando, depois, no estado de Minas Gerais. As duas vertentes da Estrada Real encontram-se na região de Ouro Preto e seguem juntas até Diamantina.

Nessa Estrada, o viajante encontrará belas paisagens, muita natureza, pessoas, vilas, cidades e pousadas. E encontrará, principalmente, muita história, a História do Brasil do tempo da exploração do ouro e de seu transporte para Portugal, a tragédia de Tiradentes e ruínas de antigas hospedarias e armazéns à beira da estrada. Na localidade de Inconfidência, logo depois das localidades de Pedro do Rio e Secretário, há um Museu de Tiradentes. Nesse local foi exposta e depois sepultada uma perna do esquartejado Tiradentes, a mando das autoridades portuguesas da época.

Não creio ser necessário fazer todo o percurso de bike, mas uma parte que seja possível, dependendo do estado físico de cada ciclista. “E os problemas? Cansou? Quer voltar? Pegue uma carona ou enfie a bicicleta num ônibus. Quebrou a bicicleta? É fácil encontrar quem conserte bicicletas”, orienta o citado site da Escola de Bicicleta. Quem se habilita? Procurem os amigos entusiasmados e boa viagem.

Foto: ramosforest ©

6 comentários:

ROSÁCEA disse...

Luiz

Um passeio ciclístico em pleno Rio de Janiero para mim é um sonho.
Andar de bicicleta é um dos esportes mais completos e assim como temos que rpeservar a natureza , temos que preservar nosso corpo que faz parte dela.

beijos

Greenhouse Studio disse...

Thanks for the comments on my maquettes.

I am interested in your care for the environment, biking, and new biodiesel sources. In fact, the high school I teach at is having our spring bike to school day on april 30th. I will be riding 15 miles to school...15 miles back on my ebike, electric assist.

Check out my fellow teachers blog. He is interested in similar things.(biking,alternate energy and teaches photography)



nathan.shackelford.org/wordpress

fishing guy disse...

Luiz: What a wonderful piece of history you have found and shared.

Georgia disse...

Oi, só lembrando que amanha 18 de Abril tem a Blogagem Coletiva “O que voce faz para acabar com o analfabetismo no Brasil?”

Abracos

Denise BC disse...

Muito boa a programação.
Vou providenciar um super triciclo para o Pedrinho também participar e vamos programar um passeio desses.
Mas pode ser por perto mesmo.

Denise BC

Madalena Barranco disse...

Hum, fiquei com vontade de ter uma bicicleta... O problema é que em SP é muito perigoso arriscar-se a passeios urbanos. Seu texto mexeu com os pedais de minhas lembranças. Beijos.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin